COMISSÃO DE PONTES E VIADUTOS RETOMA VISTORIAS

Três novos locais serão avaliados pela Comissão Especial de Avaliação de Pontes e Viadutos da Câmara Municipal de Curitiba nesta quinta-feira (20). Prevista para 14h, a vistoria terá o apoio do Instituto Tecnológico de Transportes e Infraestrutura (ITTI), vinculado à UFPR (Universidade Federal do Paraná).

A partir de sugestões dos membros da comissão – que buscaram informações junto às comunidades locais sobre riscos em estruturas viárias – os primeiros locais definidos foram a trincheira da rua General Mário Tourinho, no Seminário, e duas pontes no Bairro Alto – uma que fica no encontro das ruas João Ramalho e Arno Feliciano de Castilho e outra na rua José Fernandes Maldonado, próxima à Linha Verde Norte. O coordenador do ITTI, engenheiro Mauro Lacerda, vai acompanhar a comissão. Em caso de chuva, a agenda poderá ser adiada.

Competição de projetos: A Comissão Especial confirmou que vai lançar uma competição para um projeto de construção de uma nova ponte do parque Tingui. Com o apoio do ITTI e do Instituto de Engenharia do Paraná (IEP), a estrutura foi vistoriada pelos vereadores em novembro passado e ambos os institutos sugeriram esse concurso, voltado a alunos de Arquitetura e Urbanismo.

Presidente do colegiado, Mauro Ignácio explicou que o objetivo da Competição de Projetos: “Talento Urbanístico Jovem” será motivar os estudantes da área a se envolverem com o tema e participarem do processo de fiscalização e monitoramento promovido pela comissão. O regulamento do concurso foi apresentado aos vereadores. O edital com as regras e o cronograma da competição será divulgado nas próximas semanas.

Viaduto do Orleans: O colegiado solicitou uma reunião com representantes da concessionária CCR Rodonorte para debater a duplicação do viaduto do Orleans – que passa por cima da BR 277 e liga os bairros São Braz, CIC e Campo Comprido. Em dezembro passado, a obra foi pauta de uma reunião entre os vereadores e técnicos do DER-PR (Departamento de Estradas e Rodagem do Estado do Paraná). Na época, a Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba garantiu o recurso para contratação do projeto-executivo para a abertura da licitação para a obra.

Segundo Mauro Ignácio, na primeira semana de janeiro o IPPUC encaminhou o estudo de duplicação – já pronto e aprovado – para validação da concessionária. No entanto, a Rodonorte ainda não se posicionou a respeito do projeto.

Convênio com a UFPR: Outra sugestão acatada e que está em fase de implantação é a criação de uma ferramenta online, a ser disponibilizada em smartphones, para que os cidadãos possam cadastrar problemas estruturais que encontrarem nas pontes e viadutos de Curitiba – como rachaduras, erosão, acúmulo de materiais, vibrações excessivas – indicando localização e fotos. Nas próximas semanas, a Câmara Municipal irá assinar um convênio com a UFPR, que irá resultar no lançamento da ferramenta.

Denúncias e sugestões: O site da Câmara de Vereadores disponibiliza um canal para o envio de denúncias e sugestões à Comissão Especial. O banner está disponível na capa do site do Legislativo. Além das redes sociais, postando uma foto da ponte ou viaduto mais a hashtag #ponteseviadutoscuritiba, a população pode participar pelo e-mail comissao.ponteseviadutos@cmc.pr.gov.br.

Fonte: CMC