INOVAÇÃO: CARRINHOS ELÉTRICOS PARA CATADORES DE RECICLÁVEIS

A cidade de Curitiba sempre foi pioneira na aplicação de iniciativas sustentáveis e que ofereçam maior organização e conforto aos seus munícipes. Nesse sentido, visando melhores condições de trabalho, saúde e renda aos catadores e catadoras de materiais recicláveis de nossa cidade, o vereador Mauro Ignácio encaminhou ao Gabinete do prefeito uma sugestão de ato administrativo para que seja realizada a troca dos atuais carrinhos desses trabalhadores por veículos híbridos (tração humana e elétrica) padronizados, que possuam espaços para veiculação de publicidade e dimensões compatíveis com a legislação de trânsito.

Segundo a Agência do Estado, Curitiba possui 1,8 milhões de habitantes e o consumo de lixo por dia pode chegar a 2,4 mil toneladas. Dessa quantidade, 600 toneladas são recicladas por dia, graças aos 15 mil catadores de materiais recicláveis de Curitiba e região metropolitana. Por dia, esses trabalhadores são obrigados a carregar milhares de quilos de materiais recicláveis em carrinhos feitos de forma artesanal e, muitas vezes, muito precária, caminhando em média 35 quilômetros por dia, em 12 ou até 14 horas de trabalho, para receber pouco mais de R$ 450 mensais por essa atividade.

A adoção dessa medida virá contribuir para a segurança dos referidos trabalhadores, proporcionando maior conforto, segurança, versatilidade e com aspecto agradável ao usuário e a população, gerando maior organização do trânsito na Capital. Nesse mesmo sentido, a proposta também visa auxiliar os vendedores ambulantes, os quais são obrigados carregar seus carrinhos antigos, pesados e ultrapassados até seus pontos de venda.

O projeto inovador foi elaborado pela Ibo do Brasil em parceria com a Agência Curitiba de Desenvolvimento, e funciona como uma bicicleta auxiliada por um motor elétrico, o que proporciona uma autonomia de até 40 quilômetros. A carenagem feita em materiais reciclados, foi elaborada para atender o principal objetivo do projeto que é a sustentabilidade. O veículo também oferece proteção através de vários itens de segurança como: iluminação, retro refletores, retrovisores e pisca.

A sugestão de Mauro Ignácio ao Executivo Municipal, aprovada em plenário pelos vereadores, propõe uma sugestão de convênio com empresa de comunicação visual, para que o custo dos novos carrinhos elétricos seja pago com publicidade. “Patrocinados, eles poderiam ser distribuídos gratuitamente”, argumentou o autor da proposta (203.00062.2019).

Os veículos híbridos padronizados tem se tornado modal de transporte de pessoas e ferramenta de trabalho pelo mundo, e poderá se somar aos outros modais já implantados em Curitiba.