VEREADOR DENUNCIA “INDUSTRIA DA MULTA” NO AEROPORTO AFONSO PENA

Motoristas estão sendo multados injustamente no aeroporto em São José dos Pinhais. Informações sobre a quantidade de infrações em 2017 e 2018 a veículos emplacados em Curitiba demonstram que, em média, 813 são multados por mês. Cerca de 20 mil multas foram aplicadas neste período, com arrecadação de aproximadamente R$ 3 milhões.

Esses dados são do Departamento de Trânsito de São José dos Pinhais e foram solicitados pelo vereador Mauro Ignácio em requerimento oficial, motivado pelas diversas reclamações de autuações indevidas acontecidas naquele aeroporto, vindas por parte dos munícipes de Curitiba, que alegam não haverem cometido qualquer tipo de transgressão, obedecendo sempre a sinalização local.

“Fui vítima da mesma situação, por duas vezes, em dias consecutivos. Apenas parei o carro por alguns instantes para que pudesse haver o embarque de pessoas e bagagens e, algumas semanas depois, chegou a cobrança da infração”, argumentou Ignácio em sessão plenária na Câmara Municipal de Curitiba. De acordo com ele, que ingressou com recurso para esclarecer a situação, foram solicitadas imagens do local, mas até o momento elas não foram liberadas.

O questionamento do parlamentar também é fundamentado no desconhecimento de campanhas educativas voltadas a redução do número de infrações, além da ausência de guardas de trânsito no local, embora multas possam ser contabilizadas a uma por minuto.

Ignácio entende que situações como essa devem ser acompanhadas para que haja total transparência no processamento de infrações. E que, se for o caso, a Câmara Municipal de São José dos Pinhais deve fazer uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para averiguar a situação e, se não o fizerem, que a Assembleia Legislativa o faça.

Assista o posicionamento de Mauro Ignácio, em sessão plenária na Câmara Municipal de Curitiba: